Live and let live!

O questionamento, do verbo questionar: (ques.ti.o.nar (lat quaestionare) vtd, vti e vint 1 Fazer questão sobre; debater com ardor, discutir acaloradamente: Questionar alguma coisa com alguém. Questionar com alguém. Questionar acerca de (a respeito de, de, em, por, sobre)alguma coisa: Detesto questionar. vtd 2 Contestar em juízo: Questionar o direito de alguém.), tem me parecido um direito cada vez mais distante e também distorcido. Questionar se tornou equivalente a comprar brigas, usar de falácias, quando na verdade constitui uma atividade importante para a formação das nossas ideias e do nosso senso-crítico e significa simplesmente argumentar (com dados concretos e coerentes, claro) a fim de esclarecer determinadas questões.

A sociedade não está cercada de verdades absolutas, tampouco existem apenas opiniões unânimes, logo o conflito é necessário e é dele que nascem todas as modificações que ocorrem em todas as escalas, desde as sociais até as pessoais. Questionar é um direito tao calado que vem sendo esquecido, e é preciso ter cuidado, tanto que me dá preguiça, “melhor deixar pra lá!”…

Então vamos aprender: discordar não é desrespeitar ninguém, nem tampouco querer comprar uma briga, pelo simples direito que cada um tem de ter suas próprias convicções. Grata!

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s