Sobre promessas e tubarões

O ingresso à uma boa universidade é uma tarefa complicada que requer muito esforço pessoal. A concorrência é larga, as vagas são poucas, o custo de um cursinho pré-vestibular nem sempre é acessível, além do desafio de manter o foco nos cadernos e livros durante um ano inteiro não ser um dos mais fáceis. A tentação e os amigos batem à porta, e a carne fraca quase sempre é vencida pelo caminho mais fácil.

A vida de um vestibulando nunca é fácil, há sempre muita coisa pra estudar em pouco tempo, cansaço mental e sono. O tédio se confunde à própria sombra e o tempo todo é uma luta contra o relaxo. Pensando friamente, é um ano gasto com pouca diversão e aprendendo coisas, decorando uma porção de outras que esqueceremos depois das provas muito provavelmente. Por outro lado, esse ano sofrível é que nos dará a base necessária para conseguir destaque na nossa futura carreira. É a maturidade pedindo prova!

Nessa noite, porém, em que a cafeína me atrapalhou muito o sono, comecei a pensar no quanto a responsabilidade, a dedicação e a persistência nos estudos para alcançar uma meta distante, que é o ingresso à um curso superior, está muito mais relacionada ao amadurecimento e à certeza das próprias escolhas e objetivos a serem concluídos, do que à cobrança externa. Ninguém aguenta por muito tempo persistir em algo, e obviamente abrir mão de experiências mais atrativas, quando desacredita sua importância. E junto a esse amadurecimento necessário, é preciso também ter confiança em si mesmo, como diria Caio Fernando: “Tem coisa mais autodestrutiva do que insistir sem fé nenhuma?”.

*Título de uma música da banda Dance of Days

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s